domingo, 21 de julho de 2013

Ciborgue Cameron Phillips – O Exterminador do Futuro – Crônicas de Sarah Connor


Como havia prometido anteriormente, este post será dedicado a uma das minhas poucas personagens femininas preferidas, Cameron Phillips, a ciborgue (androide cujo esqueleto de metal é recoberto por tecido vivo) da série de TV “O Exterminador do Futuro – Crônicas de Sarah Connor” (“Terminator: The Sarah Connor Chronicles”).

Sarah Connor, John Connor e Cameron Phillips

Cameron Phillips

Cameron

Cameron

Cameron e John (shipper Jameron :p )

Cameron e os outros dois ciborgues da série


Esta série, que contém apenas duas temporadas, faz parte da franquia cinematográfica “O Exterminador do Futuro”, cuja história é baseada em um futuro apocalíptico (pós 2027), em que uma rede de Inteligência Artificial, chamada Skynet, se rebelou contra os humanos, provocando uma guerra nuclear que devastou o planeta e exterminou boa parte da humanidade. As pessoas que restaram constituem a Resistência, um grupo de humanos liderados por John Connor, que são caçados por ciborgues construídos pela Skynet.

O primeiro filme “O Exterminador do Futuro”, feito por James Cameron em 1984, mostra quando a Skynet, incapaz de vencer John Connor no presente, envia um ciborgue ao passado para matar a mãe de John, Sarah Connor, antes que ele nasça. Porém, o John do futuro descobre esse plano, e também envia ao passado um soldado da resistência, Kyle Reese, para proteger sua mãe, o que gera um paradoxo temporal, pois Sarah engravida de Kyle, sendo ele o pai de John Connor. No fim do filme, Kyle morre protegendo Sarah, antes que pudesse descobrir a gravidez.

Apesar de não conseguir eliminar Sarah Connor, a Skynet não desiste, e envia novamente outro ciborgue ao passado, agora para eliminar John Connor ainda na infância. Mas, desta vez, o John do futuro reprograma um ciborgue e o envia ao passado para proteger a sua versão criança. Este é o roteiro básico do segundo filme (“O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final”), e isso se repete no terceiro (“O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas”), mas desta vez com John já adulto. E no quarto filme (“O Exterminador do Futuro: A Salvação”) finalmente vemos o John do futuro liderando a Resistência contra a Skynet.

A série “Crônicas de Sarah Connor” se passa entre o segundo e o terceiro filme, mostrando um John adolescente, e novamente com a Skynet enviando um ciborgue para destruí-lo. Porém, desta vez, o John do futuro manda uma ciborgue feminina reprogramada para protegê-lo (esperto ele, né? :p ). Ela se chama Cameron Phillips, e fará de tudo para manter John e sua mãe a salvos.

Olhar robótico de Cameron

Cameron fazendo seu serviço :p

"Venha comigo se quiser viver"

Cameron tomando conta de John (sei...)


Agora, vamos falar sobre Cameron!

Interpretada pela atriz Summer Glau, o que mais me chamou a atenção na personagem foi que ela rompeu com o estereótipo #homemprotetor, #mulhervítima :p . É ela quem protege John Connor (interpretado por Thomas Dekker), um adolescente desajustado e que não acredita em si mesmo como o futuro líder da humanidade. A convivência dele com Cameron o prepara, tanto emocionalmente (diminuindo a sua dependência com a mãe), quanto fisicamente e intelectualmente (aprendendo técnicas de defesa pessoal e estratégicas).

O relacionamento de ambos começa como algo meramente formal (“o messias e sua protetora”), depois Cameron passa a fazer parte da família, servindo como uma irmã mais velha para John, e isso evolui para desejos sexuais e sentimentos amorosos de ambas as partes. Cameron é o modelo mais avançado de “Exterminadores”, possui uma personalidade própria, capaz de simular e assimilar comportamentos e emoções humanas. Antes dela ser reprogramada pelo John do futuro e enviada ao passado, sua missão era a de mata-lo, o que é posto em prova quando ela sofre um dano em seu chip e sua reprogramação entra em conflito com a antiga missão, o que a leva a tentar matar John Connor adolescente. Mas quando ele hesita em destruí-la para se salvar, ela solta um “I love you, John”, e consegue abortar sua antiga missão, retornando à normalidade. As shippers Jameron piram nesta hora!

#Jameron em ação!

Sendo sexy sem ser vulgar... kkkkkkk... :p

Ciborgues sabem como "atiçar" um humano...  #asshipperspiram

Cameron danificada e John cuidando dela (owwnn *-* )


John vive com o dilema de amar uma máquina, que diz que o ama, mas que ele não tem certeza se os sentimentos dela são verdadeiros ou se são uma mera simulação. Além disso, Cameron foi construída pela Inteligência Artificial que irá dizimar boa parte da espécie humana. A ciborgue tem uma certa aura de inocência e ingenuidade, porém, anteriormente, antes de ser reprogramada no futuro, ela matou pessoas e se infiltrou na Resistência comandada por John.

- So, down deep, you wanna kill me. (“Então, no fundo, você quer me matar”, diz o jovem John para Cameron, se referindo à sua programação original).
- Yes. I do. (“Sim, eu quero”, ela responde).

Um dos muitos momentos "inocentes" entre eles (é tãããoo normal a sua guarda-costa deitar com você na sua cama, né?  kkkkkk...)

Nem quero saber o que ela está pensando agora... :p


O ponto alto do relacionamento dos dois é exatamente no último episódio da segunda temporada, que acabou sendo o episódio final da série, pois ela foi cancelada, infelizmente. Neste momento, a mãe de John foi presa, e ele e Cameron têm que resgatá-la. Porém, a ciborgue já estava meio danificada, e eles se abrigam em um hotel, para John examinar os sensores eletrônicos de Cameron. Lá, ela tira a parte de cima da roupa, deita na cama e abre o compartimento interno localizado em seu peito. Ele então se aproxima, a encara fixamente e... :o A cena é cortada bem nesta hora! Para o desespero das shippers Jameron... E aí surgiram as teorias da conspiração da série, com uns fãs dizendo que rolou, outros dizendo que não... :p

Cameron esperando John acordar (sei...)

John "passando vontade"... kkkkkkkkkkk...

"Clímax da 2ª temporada: dando aos espectadores o que eles estavam esperando durante trinta episódios" #truestory :p

Vídeo do momento #Jameron total (#asminaspiram)
Ou assista clicando aqui.

De qualquer forma, no fim do episódio, após resgatar Sarah Connor, Cameron é obrigada, por outra Inteligência Artificial, a voltar para o futuro, e John deixa sua mãe no presente e também viaja no tempo, para resgatar Cameron. E aí a série foi encerrada, deixando os fãs fangirls Jameron desesperadas sem qualquer continuação ou explicação sobre o que aconteceria depois. :p

4 comentários: